Política

Face oculta da beleza: quadra poliesportiva tem cobertura perfeita, no entanto, cadê o piso?

Durante o último final de semana estive visitando a comunidade Nova Cintra, as margens do belo rio Juruá, no município de Rodrigues Alves, quando caminhando pelo ramal da comunidade, que diga-se de passagem está uma calamidade, deparei-me com a cobertura mais bonita de uma quadra poliesportiva que já vi na região. Prova disso, comentei com uma pessoa da comunidade que nos acompanhava: – Nossa! Que ginásio bonito vocês têm? Eis, que veio a face oculta da beleza e para minha surpresa a quadra é um verdadeiro “elefante branco” e inacabado. Pois, ao nos aproximarmos percebi que a quadra não possui piso, está apenas no barro batido e sem nenhum tipo de utilização para prática esportiva.

Surpreso com essa situação e vendo que ali várias mulheres realizavam um torneio de futebol, mesmo com medo do fiscal da prefeitura aparecer e acabar com a atividade. Parei e fui verificar porque que uma quadra que apresenta uma cobertura tão bonita está inacabada.

Como resposta das pessoas que ali realizam os jogos no barro batido obtive o seguinte:
“Essa quadra foi construída na gestão do ex-prefeito Dêda, já na gestão do ex-prefeito Burica iniciaram uma reforma nela, onde quebraram o piso para fazer outro e nunca mais fizeram. Agora, na gestão do prefeito Sebastião, foi feito a cobertura mais continua sem piso, como você pode ver.”, disse uma moradora que finalizou fazendo uma denúncia.
“Hoje ficamos triste porque nossa quadra que poderia ser usada para o esporte está sendo usada como “boca de fumo”.

De acordo com as informações expostas na placa que consta os dados da construção da cobertura da quadra a obra iniciou em janeiro de 2015 com prazo previsto para término em outubro do mesmo ano e estava orçada em R$ 184.714, 45 e foi construída pela empresa M.D. Construtora LTDA.

Procurei a gestão do atual prefeito Sebastião Correia, que através do Secretário de Educação Iderlindo Lopes, disse que houve um erro de projeto. Uma vez, que a construtora retirou o piso que já não prestava, no entanto, o projeto só contemplava a cobertura da mesma.

“Este projeto é de 2013 e foi financiado pelo FNDE com prazo para execução em 2015. Porém, até o momento ainda estamos com problemas com a construtura para a finalização da obra. Todavia, como consta na placa, o projeto só contempla a cobertura que está feita. Com relação ao piso, a Secretária de Educação não tem estrutura financeira para a construção do mesmo, até porque a quadra é da comundade é não da escola Santa Bárbara. Acreditamos que a prefeitura deva fazer todo o esforço para com recursos próprios construir um novo piso que, volto a repetir, não deveria ter sido quebrado pela construra, já que foi contratada para realizar apenas a cobertura que, sequer ainda,foi entregue pela mesma que já recebeu pelos serviços.”, disse Iderlindo Lopes.

Eis aqui as duas versões de uma triste realidade. Entendo as burocracias da administração pública. Contudo, é inaceitável que uma comunidade da grandeza da Nova Cintra fique com um espaço tão bonito inutilizado por “amadorismo” de nossos gestores que erraram na elaboração e execução de um projeto que veio prejudicar diretamente mais de mil pessoas.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir