Política

A INDÚSTRIA DOS BOATOS: Nem mesmo a campanha começou e a indústria dos boatos maldosos já corre solta

COLUNA POLITICA EM FOCO

A indústria dos boatos

Que a indústria dos boatos sempre fez e faz parte das eleições, todo mundo do meio politico esta careca de saber. Agora isso começar com toda intensidade a quase um ano das eleições é no mínimo inusitado.

Marcus Alexandre nem Gladson são candidatos

Os principais boatos espalhados até aqui, giram em torno de uma possível desistência do prefeito Marcus Alexandre (PT), e também do senador Gladson Cameli (PP). Pela rede de boatos, ambos não seriam candidato.

Marcus Alexandre

Militantes da oposição tem espalhado, o que no fundo é um ‘desejo platônico’, de 99,9% dos oposicionistas, que o prefeito Marcus Alexandre não será candidato. Alguns dizem até que o candidato seria o deputado Ney Amorim. Há até os que se alonguem em história miraculosas, como referentes a saúdes de familiares do prefeito.

Gladson Cameli

Já em outras rodas, compartilhadas por parte da FPA, ou mesmo, dentro da própria oposição, dizem que o Senador Gladson Cameli também não seria candidato. Nesse caso, há quem jure de pés juntos, que o empresário Eladio Cameli, pai do senador, já até o teria desautorizado a embarcar na epopeia, que segundo os mais afoitos, Eladio chamaria de ‘aventura’. Tem até empresário bem-conceituado do Juruá repetindo esse boato por onde passa.

Não passam de boatos

Conversei com gente dos dois lados, tanto os principais Cardeais da frente popular, quanto caciques da oposição, garantem que isso não tem o menor fundamento. Seria apenas boatos maldosos com o intuito de confundir a cabeça de eleitores desavisados.

Orelha de freira

A famosa pesquisa do PP, que tanto alardeiam alguns militantes progressistas, continua um completo mistério. Fonte disse a coluna, que os números não seriam bons para o senador Gladson Cameli, que ele teria caído em relação à última pesquisa, Vox Populi TV Gazeta, e que por isso, os números não foram divulgados. Se é verdade ou não, que o Gladson teria caído nas intenções de votos, foto é que a tal pesquisa continua como orelha de freira, todos sabem que existe, mas poucos podem dizer que viram.

Mulheres no comando

Os primeiros dias de 2018 abriram com a sociedade acreana tendo as duas maiores casas do executivo no Estado comandadas por mulheres. Tanto a prefeitura de Rio Branco, como com o Palácio rio Branco ficaram muito bem servidos com Socorro Nery e Nazaré Araújo. Em ambos os casos, as duas deram conta direitinho do riscado.

O mesmo não se pode dizer de Tarauacá

O mesmo não se pode dizer de Tarauacá. Mergulhada em problemas crônicos e outros criados pela gestão, a prefeita Marilete Vitorino (PSD), rivaliza com o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (MDB), pelo título de pior prefeito do Estado. Dada a onda de erros sucessivos da gestão, Ilderlei ainda deve liderar o ranque com uma margem apertada de votos.

Delação de José Melo

A imprensa do Estado do Amazonas, começa a especular com possibilidade de uma delação premiada do ex-governador, preso, José Melo. Teria essa delação alguma consequência na política acreana? Empresas conhecidas ligadas ao Acre andaram fazendo negócios por lá. O assunto promete render muito pano para manga… aguardemos as senas dos próximos capitulo.

Debandada do PSL/Livres

A chegada do presidenciável Jair Bolsonaro ao PSL/livre, já começou a gerar repercussões no Acre. O publicitário Rodrigo Pires já oficializou sua saída, e o Vereador Emerson Jarude, ao que tudo indica, está de malas prontas para deixa a legenda.

Não seria um mal candidato

Em meio a onda de boatos em torno do nome do candidato da frente popular, perguntei a uma pessoa próxima ao deputado Ney Amorim (PT), se teria alguma possibilidade de candidatura dele ao governo do estado. A resposta foi curta e grossa: “Seria um ótimo candidato… Mas, estamos focados no senado, ele vai ser senador!”

Seria um bom nome

Chega a informação que o prefeito Ilderlei Cordeiro, estaria analisando alguns nomes de jornalistas para reforçar sua equipe de comunicação, na tentativa de minimizar os danos sofridos pelo mandato, em sua relação pouco produtiva com a imprensa e a opinião pública em 2017. Segundo a fonte, o nome do jornalista Andrade Filho teria sido lembrado. Um ótimo nome, Andrade que está hoje na assessoria do deputado Nicolau Junior, conseguiu botar a casa em ordem no mandado do deputado progressista, certamente teria muito a acrescentar na equipe de Cordeiro, que já conta com nomes de peso como o experiente e respeitado Neto Vitalino.

Cadê a bancada do Juruá?

A deputada Jessica Sales (MDB), e o Senador Gladson Cameli (Progressista-PP), alardeiam por onde passam que seus mandatos têm foco para o Juruá, por dizer com ‘orgulho’ serem filhos da terrinha. Nesse episodio do apagão parcial porque passa Cruzeiro do Sul, até o momento nem um dos dois se manifestou. A Eletrobrás pertence ao governo federal, de Michel Temer, do qual ambos são aliados, seria por esse motivo do silencio?

Falar é fácil

Dizer do orgulho que se sente pela região é fácil, porém, nesse memento espera-se muito mais do que discurso. Que tal o senador e deputada começarem a destravar a construção do linhão, interligando Cruzeiro do Sul e os municípios vizinhos aos sistemas elétricos das usinas do Rio Madeira, em Rondônia. Espera-se dos dois, comportamento diferente do prefeito de Cruzeiro do Sul, que diante da crise energética, nem uma notinha ainda soltou dando esclarecimentos e acalento a população. Ainda que não seja da alçada do município, como autoridade máxima da cidade, o prefeito deveria estar acompanhando de perto e informando a população a real situação do problema.

Respeito é bom!

O incêndio ocorrido na usina da Guascor do Brasil em Cruzeiro do Sul, trouxe à tona alguns dos temas recorrentes e que a sociedade do Juruá, de tanto apanhar, andava meio adormecida. O descaso com algumas questões fundamentais é flagrante, somos afrontados diariamente, e, é preciso sermos confrontados com um infortúnio para nos indignarmos. Para começo de conversa, pagamos contas absurdas e temos serviços de péssima qualidade. Empresas, públicas ou não, como a Eletrobrás, operadoras de telefonia, bancos, empresas aéreas e de serviços postais, para citar apenas algumas, tem deixado de cumprir com seu papel, de servir a sociedade, atendendo suas necessidades e tem passado impune. Milhares de cidadão que cumprem rigorosamente com seus compromissos e mantem seus tributos em dia, são desrespeitados e nem uma voz se levanta. No caso desse episódio, o Juruá tem sido visto como um lugar menor. Somos 120 mil pessoas vivendo por aqui, merecemos mais atenção. Tenham mais respeito, Cruzeiro do Sul e o Juruá merecem!

Por Luiz Carlos Rosa

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir