Acre

Temer veta projeto que autorizava uso de armas de fogo por agentes de trânsito em serviço

O Projeto que havia sido aprovado pelo Congresso no mês de setembro, permitia uso de armas por agentes de trânsito quando em serviço.

Nesta quinta-feira (26) o presidente Michel Temer vetou o projeto que autorizava o uso de armas de fogo por agentes de trânsito. Tendo sido aprovada pelo Congresso Nacional e vetada por orientação do Ministério da Justiça.

Polêmica

O veto do projeto gerou descontentamento. O presidente da Associação dos Agentes de Trânsito do Brasil, Antônio Coelho, se manisfestou argumentando sobre o perigo diário que enfrentam os agentes de trânsito no desempenhar de suas funções.

“A arma tem um papel inibidor. No trânsito, há diversidade de condutas de indivíduos que cometem crimes, e o agente estará interagindo com esses indivíduos, contribuindo com a segurança pública”, ao exercer seu papel de fiscalizador do trânsito.

Em Cruzeiro do Sul conversamos com o agente de trânsito Anderson de Souza Castro:

“O presidente Temer argumenta no seu veto que não é de interesse público, alegando que nós agentes de trânsito não fazemos parte da segurança pública, porém há um equívoco, pois fomos inseridos no Art. 144 (emenda 82/2014) da constituição como agente de segurança pública. Somos responsáveis pela preservação da ordem pública e segurança das pessoas nas vias públicas. Toda a sociedade perdeu, poderíamos ter um agente a mais em condições de proteger as pessoas e seus patrimônios. Com esse veto não temos condições de garantir a nossa própria segurança”. Disse.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Subir