Acre

Rodrigues Alves se aproxima de zerar o analfabetismo; “Fim da escuridão”, afirma Tião Viana

A história do Acre passou por frente os olhos de quem esteve presente da solenidade de certificação do Quero Ler em Rodrigues Alves, nesta quinta-feira, 8. Em especial, por ser o Dia Internacional da Mulher, a aluna Maria Cosma fez um lindo relato de sua vida e sua superação para o governador Tião Viana e o público presente na Paróquia São José.

Foto: Gleilson Miranda/Secom

“Sou filha de seringueira e me orgulho de ter trabalhado na roça e de ter usado minha enxada. Comecei a cortar seringa com oito anos, enfrentei muito javali, muita onça, só que não tive condições de ir para a escola. Nosso professor era o trabalho”, disse com muita emoção, Maria. Ela, recentemente passou pelo programa de alfabetização do governo, o Quero Ler.

Como ela, em todo o Acre são recorrentes as histórias de vida que passaram pelo pesado dever de, na infância, começar a trabalhar para se manter viva na imensidão amazônica. Por isso, o governo está desde 2015 pagando essa dívida histórica com quem ajudou a construir cada pedaço da identidade acreana, ensinando a ler e escrever todos aqueles que ainda não tiveram a oportunidade, não importa onde vivam atualmente.

O depoimento de Cosma, que comoveu a todos, é um exemplo de superação e força de vontade daqueles que estão mudando de vida com o aprendizado. “Me lembro quando sentava do lado da enxada e chorava, eu dizia assim: ‘Ai meu Deus, se eu soubesse ler, não estava nessa estrada cortando seringa, não estava capinando. Agora, você está vendo governador, eu aprendi a ler e eu quero mais, não quero parar por aqui não, eu quero um dia ser governadora”, disse, mostrando que seu futuro é um caminho amplo agora.

O Quero Ler já alfabetizou mais de 49 mil alunos em todo o estado. Para o governador Tião Viana, o valor dessa ação é algo intangível, é a possibilidade de uma nova vida. “Nós precisamos dar o direito de as pessoas saírem da escuridão. Essa dívida o Brasil tem e o Acre será o primeiro estado a zerar o analfabetismo”, declarou.

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Rodrigues Alves é um dos municípios que já pode se declarar livre do analfabetismo, pois os últimos 707 alunos concluíram o aprendizado, e agora apenas alguns fazem um reforço. “Aqui é mais um município do Juruá que pode proclamar o fim do analfabetismo e entrar em um novo mundo de convivência, porque a leitura gera uma visão melhor da vida e da existência”, disse o governador, incentivando para que os alunos continuem no processo de ensino.

O programa

O Quero Ler irá alfabetizar 60 mil alunos em todo o estado. Com isso, o Acre será o primeiro estado do Norte e Nordeste a declarar o fim do analfabetismo.

Ele é executado desde o último ano pela Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), com um investimento de R$ 42 milhões do governo do Acre, com apoio do Banco Mundial. O Quero Ler é feito com base nas Diretrizes Curriculares para Educação de Jovens e Adultos, com foco na continuidade no sistema de ensino.

Leia também: Com Quero Ler, governo se aproxima do fim do analfabetismo em Mâncio Lima

O que disseram

“Ouvir o depoimento da dona Maria Cosma, de 67 anos, nos mostra que a vida ainda tem muito a nos dar. O governador Tião Viana criou esse programa e pediu apoio para a Assembleia Legislativa, e assim colocarmos nossas emendas parlamentares para o Quero Ler. Hoje a gente pode acompanhar aqui essas pessoas com o coração cheio de alegria” – Lourival Marques, deputado estadual

“Nós tivemos o maior prazer de aprovar a lei do Quero Ler, porque a gente entende que tem uma importância muito grande, em benefício das pessoas que tanto precisam” – Maria Antônia, deputada estadual

“A grande meta de erradicar o analfabetismo em Rodrigues Alves foi cumprida, com apoio de todos que têm se empenhado, como os alfabetizadores, os apoiadores e toda a sociedade” – Evaldo Viana, coordenador do Quero Ler.

Por Agencia de Noticias

 

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Foto: Gleilson Miranda/Secom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir