Acre

Presos do CV fazem greve de fome contra decisão que impede volta de líderes de facções ao Acre

Presos ligados à facção criminosa Comando Vermelho (CV) iniciaram na manhã desta terça-feira (7) uma greve de fome em forma de protesto à decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) que negou no dia 4 de outubro um pedido para autorizar presos que ocupam penitenciárias federais há mais de dois anos a regressarem a presídios de seus estados de origem.

A informação foi repassada ao site Folha do Acre por um agente penitenciário de Rio Branco que não quis se identificar, mas que afirmou que praticamente todos os detentos do pavilhão A, que atualmente é ocupado por 610 presos, acima da média considerada normal, aderiram ao movimento de protesto.

De acordo com o agente penitenciário, o movimento foi iniciado nas primeiras horas da manhã e a tendência é que seja seguido por outros presos, de outros blocos, incluindo outras facções como Bonde dos 13.

“Por enquanto só o CV, mas quando começa em um prédio logo se estende a outros. Começaram a greve logo cedinho e dizem que não tem hora para acabar”, diz.

A reportagem da Folha do Acre entrou em contato com o diretor do Instituto Penitenciário do Acre (IAPEN), Martin Hessel, que afirmou ainda não ter sido informado sobre o caso.

“Até às 7:30 horas dessa manhã, a última vez que tinha falado com o diretor de lá ainda não tínhamos essa informação, mas irei me informar”, diz.

Informações Folha do Acre

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Subir