Acre

PDT se levanta em defesa da indicação Emylson Farias como Vice de Marcus Alexandre

Depois do presidente do PDT, Luiz Thê, em entrevista ao Jornalista Jorge Natal, defender a indicação de Emylson, agora foi a vez do Secretário de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Rio Branco, Aberson Carvalho, sair em defesa da indicação do Secretário Emylson Farias como vice de Marcus Alexandre na chapa da FPA.

Em nota Aberson disse:

Será mesmo?

Na política nada se duvida, porém a política tem uma direção, com gestos e coerência.

Com o anúncio do prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre a governador pela Frente Popular do Acre – FPA, muitos se questionam quem será o Vice na chapa majoritária. Para muitos Vice não importa, porém nas ciências políticas, Vice importa sim.

Analisando o momento político, observo que dois partidos históricos desejam a vaga, mas caberá somente à um. Pelo histórico até aqui apresentado e de forma racional, vejo que o PCdoB não perdeu seus métodos de ocupação de espaço. Hoje ocupa o quarto andar na Frente Popular, um partido que decidiu dialogar direto com o PT, mas em suas duas últimas eleições a nível estadual perdeu a vaga ao Senado.

Será mesmo que PCdoB tem essa força hoje? Creio que não. A rejeição a sigla e os métodos oligárquicos no Acre, me levam a acreditar que esta não é a melhor escolha para a FPA.

“Em outro campo da FPA, vejo o secretário de segurança Emylson Farias, posicionado ao desafio de congregar com Marcus Alexandre o desejo de construir um nova forma de gestão e política. Muitos poderão criticar o porquê em defender o nome do Emylson.

Para mim é simples, primeiro pela a integridade e capacidade técnica, pois não podemos negar a postura e a determinação do mesmo. Segundo, porque vejo que o mesmo compõe um partido sem rejeição e que defende uma linha progressista em favor da educação e do trabalhismo. Terceiro porque a FPA deve proporcionar a diversidade democrática partidária respeitando os interesses múltiplos dos partidos que compõe a FPA. Características que não vejo na nobre agremiação do PCdoB, pois, buscam sempre entrar pelo processo histórico e “sentar na janela”, sem conseguir dialogar com todos partidos de nossa frente.

Não me resta dúvida que Emylson hoje representa não só o PDT, representa um exército político partidário que sempre decidiu e decidirá a eleição majoritária que se avizinha.”

Aberson Carvalho de Sousa, professor, ex-diretor da FAMETA, Secretário Municipal de Meio Ambiente de Rio Branco e filiado ao PDT.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir