Acre

Fenômeno Coronel Ulysses já alcança 6% do acreanos

De especulação a realidade, a candidatura do Coronel PM Ulysses Araújo, ao governo do Estado do Acre, ganhou corpo e já alcança 6% da intenções de votos dos eleitores acreanos, de acordo com a pesquisa da TV Gazeta da última sexta (20).

Em vários municípios, a onda Bolsonaro, ajudou a impulsionar a candidatura do Coronel, que ganhou densidade a adeptos de Plácido de Castro a Marechal Thaumaturgo. O Coronel conseguiu, em pouco tempo, o que poucos candidatos ou partidos políticos, “pequenos”, conseguiram nas últimas duas décadas da política do Estado.

Se serve de parâmetro, nomes como Binho Marques e Marcus Alexandre, não atingiam esse percentual em suas primeiras amostragens. É bem verdade, que não dá para comparar o Patriotas, atual, a coalizão Política de partidos que compõem a FPA, a intenção aqui, é demonstrar um avanço até certo ponto meteorito e surpreende do Coronel Ulysses. Coisa que candidatos como: Tijolinho, e os recentes do PSOL e da Rede Sustentabilidade, tentaram e jamais atingiram números semelhantes.

Para entender melhor, o fenômeno Coronel Ulysses, nossa reportagem fez contato com ele, e conversamos sobre sua biografia, candidatura, pesquisa e até a plataforma para uma eventual candidatura ao palácio Rio Branco.

Começamos falando sobre sua biografia. Coronel Ulysses Araújo, é natural de Cruzeiro do Sul, com uma carreira de destaque na fileiras da Política Militar do Estado Acre. Formado em Direito pela universidade Federal do Acre, e Segurança Pública pela Unidade Estadual do Pará, Ulysses tem especialização na área de Segurança Pública nos Estados Unidos, Israel, França, Itália, Portugal e Espanha. E fala inglês fluentemente.

Sobre a pesquisa da TV Gazeta de sexta feira (20):

“Fico feliz com as pesquisas, que demonstram claramente o anseio pela mudança de rumo do nosso Estado, que na atual conjuntura, precisa de pessoas com a coragem e com a atitude necessária para enfrentar de frente a maior necessidade da população acreana que é a segurança.”
Suas perspectiva de crescimento, da candidatura, caso venha a ser candidato ao Governo do Estado Acre: “A pesquisa trás um dado novo, claro anseio por mudança. Além disso mostra 40% de eleitores indecisos, que também não acreditam na maneira como a política vem sendo conduzida”.

O Coronel Ulysses aproveitou para falar de segurança pública, sua principal plataforma de governo, coso seja mesmo candidato, uma vez que uma eventual candidatura dependeria do aval de Bolsonaro. Segundo ele, é a pauta a ser observada pelo próximo Governador. “O próximo Governador tem que resolver o problema da segurança como prioridade número 1. Segurança se resolve com geração de emprego, educação, vontade política e essencialmente coragem para enfrentar a corrupção”. Finalizou.

Ainda é cedo para fazer prognósticos. Nem mesmo o Coronel Ulysses Araújo assumiu oficialmente que será candidato. Foto é, se o presidenciável pelo Patriotas, deputado Jair Bolsonaro, espera ter um candidato competitivo no Acre, até aqui, Coronel Ulysses superou todas as perspectivas.

Por Luiz Carlos Rosa

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Subir