Acre

ESQUENTA O CLIMA: VOTAÇÃO DA CAMARA PODE DEIXAR VAGNER SALES FICHA SUJA

Romário Tavares, Antônio Cosmo, Vagner Sales

Votação do fim do mundo

O parecer do tribunal de contas do estado do Acre (TCE), que recomenda a reprovação das contas do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, esquentou o clima nos bastidores da política cruzeirense, e por que não dizer, acreana.
Entenda o caso.

O parecer da conselheira Dulcinéia Benício de Araújo, versa sobre irregularidades, ocorridas no exercício 2010, quando Vagner Sales ainda era o prefeito de Cruzeiro do Sul. O tribunal encontrou diversas irregularidades, entre elas: omissão de informações a previdência social, falta de repasse de arrecadação previdenciária, contratação irregular de servidores, e descumprimento do limite de gastos. O parecer foi aprovado por unanimidade no TCE e remetido a camara municipal de Cruzeiro do Sul, que pela constituição estadual, é quem faz o julgamento definitivo das contas do município.

O que está em jogo
A reprovação das contas do ex-prefeito Vagner Sales, pela camara municipal de Cruzeiro do Sul, implica na sua inclusão na lei 135/2010, lei da ficha limpa, e consequentemente sua inelegibilidade por oito anos. Isso, meche com muitos interesses, e pode impactar diretamente nos destinos da oposição para 2018.
Com as barbas de molho
Quem esta acompanhado com apreensão, o desfecho dessa votação, é o ex-deputado federal Marcio Bittar. A reprovação das contas do ex-prefeito tem várias consequências, entres elas: afeta a candidatura de Marcio Bittar, já que além de ser seu primeiro suplente, Sales é seu principal cabo eleitoral. Os dois andam de braços dados, por todo o estado, e se tem alguém, a quem não interessa que Vagner Sales vire ficha suja agora, essa pessoa é o Macio Bittar.
O pesadelo do Clã Sales
A simples possibilidade de aprovação do parecer do TCE, e a eminência de Vagner Sales sair do cenário político, oito anos, por ser ficha suja, tem sido um pesadelo dentro do Clã dos Sales. O motivo é simples, nem um político se matem por muito tempo influente no jogo do Poder sem mandato.
Arrocho da base
Por esse motivo, já teria sido dada a ordem, para que fosse feito o arrocho político dos vereadores da base de sustentação ao prefeito Ilderlei Cordeiro na camara municipal. Os Vereadores Romário Tavares e Antônio Cosmo, foram encarregados da missão dentro da camara. Além do que, Fagner Sales, filho do ex-prefeito e até a deputada federal Jéssica Sales estiveram fazendo conversas com os vereadores durante o último fim de semana.
Permanece em silêncio
A postura do prefeito Ilderlei Cordeiro, tem chamado a atenção nesse episódio. Até aqui Cordeiro permanece em total silêncio, em relação a votação. Fiz contato com varios vereadores da base e todos são unânimes em afirma que Ilderlei Cordeiro não tratou sobre a votação com nenhum vereador.

Caravana da Mitsubishi

A caravana da oposição em direção ao Vale do Juruá, sai de Rio Branco na próxima quarta feira 27. As maiores lideranças oposicionistas, e apoiadores da candidatura de Gladson Cameli, sairão de Rio Branco pra Cruzeiro do Sul, onde deve ocorrer um grandioso ato político da oposição. Para driblar a justiça eleitoral, a caravana da oposição, está sendo chamada de caravana da Mitsubishi.

Comunistas
Conversei com um influente líder comunista do Juruá, e quando questionado sobre a discussão do vice do Marcos Alexandre, ele me corta, dizendo: “ muito difícil! Nosso foco vai ser a primeira suplência dos candidatos ao senado da FPA, temos bons quadros e vamos apresentar aos aliados”.
Cacique
Um dos bons quadros aos quais ele se referia, embora não tenha me afirmado, é o do Deputado Moisés Diniz. A Coluna apurou, que o PCdoB está tentado emplacar seu nome como primeiro suplente de Jorge Viana nas eleições de 2018.
Só cabo eleitoral
Depois de alardear uma candidatura a deputado estadual, o prefeito de Porto Walter, Zezinho Barbari, já está com seu caminho traçado para as eleições do ano que vem. Vai ser cabo eleitoral da ex-deputada estadual Antônia Sales. O mesmo se diga do prefeito de Rodrigues Alves, Sebastião Correia que cogitava lançar uma de suas noras como candidata.
Candidatíssimo
Assim que a coluna divulgou que o presidente do PP, José Bestene, estava sendo cotado para coordenar a eleição majoritária da oposição, me liga um aliado de primeira hora de Bestene, e diz: “tem essa de coordenação não viu, Bestene é candidatíssimo a deputado estadual.” Pronto feito o registro.

O Cesário do PT

O militante petista Cesário Braga amadureceu. Considerado radical quando despontou no cenário político acreano, na juventude do PT, Cesário se transformou em um articulador estratégico, e tem jogado um papel importante na organização política da FPA. Fonte revelou a coluna, que sua próxima empreitada é uma candidatura a deputado estadual em 2018. Estaria surgindo um Cesário país e amor?

Festa verde
A chegada de Pedro Longo, Henrique Afonso e companhia do PSL, no Partido Verde, foi anunciada com toda pompa. O evento concorrido em Rio Branco na última sexta 22, Contou com presenças de peso como Jorge Viana e Marcos Alexandre.
Casamento ou um caso passageiro?
Resta saber, quanto tempo Henrique Afonso vai permanecer no partido. Sua primeira passagem foi um desastre, rompeu com a FPA, levou o partido para a oposição, foi candidato a vice na oposição, depois saiu do partido sem dar satisfação. Foi para o PSDB, PSL e agora está de volta. Henrique é muito inconstante e suas decisões são imprevisível, tomadas ao sabor do vento e do momento.
Muito forte
A aliança entre o Dr. Pedro Longo, e o PV, o torna muito forte na disputa de uma das vagas da ALEAC. Longo, que já contava com fortes apoios no PSL, agora terá aliados como Shirley Torres, Paulo Amorim entre outros do PV. Não se enganem Pedro Longo vai buscar uma cadeira de deputado estadual na assembleia legislativa em 2018.
Que partido missionária?
A ex-deputada Antônia Lúcia fez contato com um vereador do PR em Cruzeiro do Sul, querendo saber como está o partido no município. O Vereador, a teria questionado: “que partido?” A coluna o Vereador disse: Antonia Lúcia foi a justiça para me impedir de ser candidato pelo PR, eu fui por decisão da justiça, e ela agora vem perguntar como está o partido: “não está missionária”.
Pegou mau

Pegou muito mau a iniciativa do vereador Antônio Cosmo, de mudar sem consultar a sociedade cruzeirense, o nome da Avenida Lauro Muller, para avenida Ildefonso Cordeiro. Comenta-se nos bastidores da camara municipal, que o vereador não gozava da simpatia do prefeito Ilderlei Cordeiro, e que para agradar o prefeito, teria apresentado o projeto. Foi puxar o saco, deu no que deu.

Política, futebol e religião

O velho jargão popular, que politica, futebol e religião não se mistura. Poderia muito bem ser aplicado, a marcha para Jesus de 2017 em Cruzeiro do Sul. O prefeito evangélico, deu uma forçada de barra, para inserir a marcha no calendário oficial das comemorações dos 113 anos de Cruzeiro do Sul. O resultado, foi que muito fiéis deixaram de prestigiar o evento. Para completar, a organização estimou em 35.000 pessoas o público presente. A cidade tem 79.819 habitantes pelo último censo do IBGE. Estima-se 82.622 habitantes em 2017. Calculando pela estimativa, seria 42% da sociedade cruzeirense presente. Menos né pessoal?

De parabéns

O evento religioso propriamente dito, está de parabéns. Conversei com um policial militar, acostumado com eventos em Cruzeiro do Sul, e ele afirmou que tinha de 5 a 8 mil pessoas no evento. Não é todo dia que se reúne um público como este. Ademais, parabéns a todos os evangélicos cruzeirenses, foi uma linda festa.

Teremos eleição?

Eis que surge uma massa cinzenta no horizonte de 2018. O Brasil passa pela maior crise de corrupção da história, o congresso ignora descaradamente a opinião pública, o judiciário opera vergonhosamente a favor de interesses duvidosos. E agora as forças armadas dão sinais claros, de que podem intervir. As declarações do general Mourão receberam apoio da caserna, e da maioria da sociedade descontente. Circulam nas redes, sociais milhares de vídeos e postagens em apoio, ou pedindo, intervenção militar. Acendeu a luz de alerta, e uma pergunta não quer calar: teremos seleções em 2018?

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir