Cruzeiro do Sul

Pé na Estrada: Pré-candidato da Frente Popular percorre Cruzeiro do Sul e fala de suas andanças no Vale do Juruá

”O momento é de conversar, ouvir sugestões”, diz Marcus Alexandre

Após percorrer a região do Alto Acre, o pré-candidato a governador pela Frente Popular, Marcus Alexandre, chegou a Cruzeiro do Sul no último fim de semana. Na região do Juruá, Marcus Alexandre andou nos bairros, conversou com comerciantes, empresários, ouviu o movimento social. Em entrevista ao Jornal da Manhã, noticioso comandado pelo jornalista Chico Melo e veiculado pela Rádio Integração, Marcus Alexandre falou sobre suas andanças, apresentou o resultado do trabalho feito na capital e perspectivas de trabalho, caso seja eleito. O apoio à produção foi o primeiro tema abordado.


Marcus Alexandre começou falando sobre a importância da manutenção de ramais, assistência técnica e apoio aos produtores. Nos anos em que o pré-candidato esteve à frente da gestão do município de Rio Branco, os investimentos na melhoria de ramais e da infraestrutura dos pontos de comercialização fortaleceram a política de assistência à produção do município. As ações contemplaram a melhoria de 1.162 KM de ramais do cinturão verde de Rio Branco e a pavimentação do Ramal Sinteac – Polo, a recuperação de 20 pontes e a instalação de 3 quilômetros de bueiros. “Um trabalho importante. Às vezes por conta de um ponto de atoleiro perde-se toda uma produção porque não é possível escoar. Em Rio Branco, fizemos o trabalho de recuperação de ramais sem a ajuda do Incra, com recursos próprios e contando com o apoio do Governo do Estado, o governador continua trabalhando para ver se libera junto com a bancada acreana em Brasília, o recurso para recuperação de ramais. Tendo apoio ao produtor, tem produção e o produtor abastece a cidade”, disse Marcus Alexandre .

Receptividade

O pré-candidato falou sobre as andanças no Juruá, que começaram em Cruzeiro do Sul, onde visitou o bairro Miritizal, andou na região Olivença, Alumínio, Cobal e parte do Remanso.

Marcus Alexandre agradeceu a receptividade da população, destacou o quanto é importante ouvir a população. “Tem sido dias de muito trabalho, de dedicação, caminhadas, conversas boas. A sabedoria popular é grande, quem se dispõe a governar tem que ouvir as pessoas, conhecer. Ontem Fizemos a mesma caminhada na Avenida Sena Madureira em Rodrigues Alves. Também estivemos em Mâncio Lima, Japiim, tenho ouvido muitas sugestões, da saúde à segurança, infraestrutura, jovens. Quero agradecer aos cruzeirense que têm nos recebido, estou chegando com humildade para ouvir e construir nosso programa de governo”.

Comunicação com o eleitor

Estamos vivendo um tempo de falta de credibilidade a TV, os acontecimentos nacionais colaboram muito com isso. Cada um que se propõe a permanecer ou entrar na política, participar de um a eleição precisa ter humildade, chegar ouvir, conversar, não trazer receita pronta, cada região tem suas particularidades e tem que ser respeitada. O Juruá tem que ser respeitado, tem que vir aqui, ouvir não adianta trazer uma ideia não sei de onde e querer que dê certo aqui, sem ouvir os moradores.


Ainda de acordo com Marcus Alexandre, “a política passa por esse momento difícil. Vejo que as eleições serão difíceis. As pessoas ainda não estão querendo falar em eleições nem em política. No máximo discutir uma ideia, dar uma sugestão. O processo eleitoral não está instalado ainda. Estamos aproveitando esse período para ouvir as pessoas, as sugestões, construir nossa propostas. Observo também que as pessoas não querem ver a política se transformando no campo de batalha. Não gasto um minuto do meu tempo falando de ninguém. Política é lugar de discutir ideias e trabalhar pelo povo”.

Ensino Superior


Respondendo às perguntas dos ouvintes, Marcus Alexandre falou como pretende fortalecer a parceria com as instituições de Ensino Superior. “Lá em Rio Branco estabelecemos parcerias com a Uninorte, com cursos de Engenharia e Arquitetura como a FIRB/FAAO e UFAC, com os cursos de Educação Física. Por meio dessa parceria com a UFAC fortalecemos o Programa Saúde em Movimento. Com a Uninorte e Ufac, com o curso de Fisioterapia, odontologia. Com a participação dos alunos da Uninorte realizamos o Mutirão de Odontologia com a participação dos alunos da Uninorte, por meio desse programa atendemos mais de 5 mil pessoas. O trabalho mais recente foi com alunos da FIRB/ FAAO dos cursos de Tecnologia da Informação e Engenharia. Temos que, cada vez mais, aproximar a gestão pública das Universidades. O aluno precisa de um período de formação prática, o professor orienta e nós temos a estrutura que são nossas unidades de saúde. Quanto mais parceria melhor”.

Sobre o ritmo de trabalho no Governo

Ao falar sobre como gerencia o tempo, Marcus Alexandre reafirmou que “a gente tem pouco tempo para fazer muita coisa. Quatro anos passam rápido. Eu prefiro fazer do meu dia um dia produtivo, começar cedo, fazer muita coisa e quando a gente vê, o dia já acabou. Na prefeitura foi assim, no Deracre, onde estive também para agradecer os amigos, também. Vim 44 vezes de carro ao Juruá. Eu coordenava da Ponte do Purus, Envira, Tarauacá, Ponte do Juruá, obras da Variante, a Ponte do Jurupari, do Macapá, coordenava obras da Mâncio Lima, do Japiim da avenida Japiim, Aeroporto de Porto Walter, Thaumaturgo, Santa Rosa e Jordão. Tudo isso estava na minha responsabilidade. Então, não sobrava tempo, e tem que ter uma boa equipe e gente de confiança que gosta trabalhar, porque sozinho a gente não faz nada”.

 

Problemas na BR 364

“No caso da estrada tem que ser com a união de todos. A BR não pode virar disputa política. Toda vez que virou disputa política, a gente não avançou. O trecho de Sena que foi executado na década de 90, é um dos piores. Se a bancada se une, são 11 parlamentares que têm força. Tem manutenção pra fazer. Tem serviços que precisam ser feitos. Tem trechos que foram recuperados. Precisamos de união. Penso que todos parlamentares devem fazer um pacto pela manutenção e conservação da BR 364, lembrando que é uma rodovia federal e devemos estar sempre cobrando a posição do Governo Federal em relação a isso”.

Participação Social

 

Conhecido pelo seu jeito simples de fazer gestão participativa, Marcus Alexandre revelou que pretende aumentar ainda mais a participação social no Estado. “Quando a gente abre a participação, todos os outros assuntos são encaminhados. Em Rio Branco, eu criei a secretaria de Articulação Comunitária e Social (SEMACS), dividimos a cidade em 15 regionais, 5 rurais e 10 urbanas. Em cada regional nós implantamos um escritório e a secretaria é que fazia essa articulação com os movimentos comunitários, social, sindicatos, representantes de bairros, segmentos que precisam ter representatividade maior para discutir as demandas. A gente pensa em criar um espaço, onde as pessoas possam dar sua opinião, ser ouvidas. Nosso compromisso é ampliar a participação popular”.

Momentos mais marcantes

Durante a visita a Cruzeiro do Sul, Marcus Alexandre esteve no Mercado do Povo, no Mercado da Carne, no Porto, no Mercado do Peixe, na Região Comercial. “O que fica na minha memória é que aqui há um povo trabalhador que acorda cedo, lutando, batalhando pra vencer. As pessoas que se propõem a entrar na política tem que ver o quanto o nosso povo luta e trabalha todos os dias. Isso é uma coisa que fica na minha memória, além da esperança de que a gente pode ter dias melhores”, disse Marcus Alexandre.


E as andanças continuam. “Já visitei os bairros, municípios próximos de Cruzeiro, vamos continuar caminhando, conversando, temos programação para ir a Porto Walter e Thaumaturgo na próxima semana, visitar desde a Restauração, voltar pelo rio, conversar com ribeirinhos. ir ao Santa Luzia, Liberdade, reunião com Associação Comercial, quando vamos conversar sobre ICMS, regime de tributação. Estou vindo me apesentar, com melhor dos sentimentos, o sentimento de colaboração, fazer minha parte na boa política. Estou feliz porque as pessoas estão me recebendo, me acolhendo”, finalizou o pré-candidato ao agradecer a acolhida em Cruzeiro do Sul é demais municípios do Juruá.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir