Acre

Gasolina aumenta cerca R$ 0,30 centavos o litro em Cruzeiro do Sul

Nesta terça-feira, 15, os consumidores foram surpreendidos com o aumento do preço da gasolina nos postos de Cruzeiro do Sul. O reajuste de cerca de R$ 0,30 centavos deixa a média do litro de gasolina de R$ 5,25 no município.

Arenilson Paixão, gerente de posto de gasolina relata que o reajuste foi necessário, pois há 5 meses o combustível não passava por aumento no município, sendo que toda semana a Petrobrás aumenta o preço do mesmo.

“Primeiramente nós não consideramos um aumento de preço, nós consideramos uma retomada do preço que estava sendo praticado em novembro de 2017, sendo que nós fizemos uma redução para uma promoção natalina e desde então, com todos os aumentos que vinhámos sofrendo por parte da Petrobrás nós não repassados ao consumidor, absorvemos todos eles, porém chegou um momento em que não conseguimos mais. Fomos analisar e percebemos que não tínhamos como nos manter nestas condições, então tivemos que retomar esse preço. E infelizmente as expectativas não são boas, pois a tendência é a Petrobrás reajustar cada dia mais o preço e então isso chegará ao consumidor.” disse Arenilson.

O motorista Manoel Lima relatou sua surpresa ao chegar para abastecer seu veículo e encontrar o aumento de R$ 0,30 no litro da gasolina.

“É complicado porque fomos pego de surpresa, um pequeno reajuste nas refinarias veio acarretar justamente no preço do combustível em Cruzeiro do Sul. O interessante é que quando o preço do combustível baixa na refinaria em Cruzeiro do Sul não baixa, e quando aumenta, nosso aumento chega a ser maior do que o reajuste passado aos proprietários e aceitamos tudo calado e fica por isso mesmo. Esse aumento reflete e muito em nosso orçamento. Eu gasto em média R$ 60,00 por dia, com esse aumento meu gasto com combustível vai chegar em torno de $ 2.000,00, assim é muito difícil.”, disse Lima.

Outro consumido o vendedor Fernando de Souza Frota, 54, falou da sua indignação com toda essa problemática.

“Eu trabalho com venda e gasto aproximadamente R$ 3.000,00 de combustível por mês. Não aguentamos mais, isso precisa ser visto. Infelizmente quem precisa tem que pagar, tiramos de outra coisa, de outra necessidade, para assim abastecer o veículo e trabalhar, pois se não trabalharmos aí tudo piora.”, falou Fernando.

O aumento repassado ao consumidor foi decido após a Petrobrás adotar a flexibilidade reajustável para elevação ou redução dos preços do combustível de acordo com a política internacional do Petróleo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir