Cruzeiro do Sul

Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento, DEPASA, encaminha insumos para obras em Marechal Thaumaturgo

O Depasa, aproveitando a elevação do volume de águas do rio Juruá encaminhou na última segunda feira, 13, mais de 15 toneladas de insumos para obras de infraestrutura e saneamento básico no munícipio de Marechal Thaumaturgo.

Os investimentos na ordem de aproximadamente R$ 100 milhões, provenientes de empréstimo junto ao Banco Mundial tem o objetivo de realizar obras de infarestrutura nos 4 munícipios mais afastados do Estado, Santa Rosa do Purus, Jordão e no Vale do Juruá Porto Walter e Marechal Thaumaturgo. Onde em cada em um desses munícipios o governo espera investir, por volta, de R$ 25 milhões na abertura e pavimentação de ruas, estações de tratamento de água e construção de banheiros.

O gerente do Depasa em Cruzeiro do Sul, José Maria falou sobre a importância deste investimento do governo a esses munícipios.
“Estamos aproveitando as primeiras águas do rio Juruá para mandar insumos à Marechal Thaumaturgo. São 10 mil sacas de cimento, brita e tijolos para que as obras de infraestrutura naquele munícipio não pare e as empresas possam cumprir o cronograma das obras. Esse é um investimento do governo do Estado, através do Banco Mundial que visa melhorar a qualidade de vida das pessoas, bem como, mudar a cara das cidades mais afastadas do nosso Estado.”

O Depasa tem aproveitado todo o verão amazônico para realizar abertura e pavimentação de ruas nos munícipios de Marechal Thaumaturgo e Porto Walter. E o encerramento desses trabalhos deverá acontecer apenas no final de 2018. Como explica o gerente do Depasa.


“São mais de 5 mil quilômetros de ruas abertas e pavimentadas em Thaumaturgo e mais de 3 mil em Porto Walter. Nossos trabalhos nesses munícipios irão até 2018 e queremos no final mudar a cara dessas cidades. Estamos aproveitando o inverno para estocar os insumos necessários para que não falte material. Somente assim, iremos trabalhar inverno e verão e seguir a risca os prazos previstos nessas obras”, enfatizou.

Francílio Nascimento

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir