Acre

CRUZEIRENSES REAGEM COM REVOLTA A MUDANÇA DE NOME DE AVENIDA EM CRUZEIRO DO SUL

Vereador Antônio Cosmo, Senador, Embaixador, governador Lauro Muller
A mudança do nome da tradicional avenida Lauro Muller, para Ildefonso Cordeiro, foi recebida com revolta por moradores de Cruzeiro do Sul. O projeto de autoria do Vereador Antônio Cosmo, que por se tratar de um projeto de lei, foi sancionado, pelo presidente da camara municipal Romário Tavares. Tem gerado repercussão negativas em todas as camadas sociais da sociedade cruzeirense.
Inúmeras foram as manifestações em redes Sociais, e termos como: desocupados e provincianos, foram alguns dos adjetivos usados para manifestar a insatisfação social com os vereadores, pela nova lei. Sobrou até para o prefeito Ilderlei Cordeiro, que nesse caso, nada tem a ver com a questão, já que trata-se de ação exclusivamente do legislativo.

A maioria da população reclama, por não ter sido consultada sobre a mudança. Nem uma audiência pública foi feita, para saber a opinião das pessoas afetadas com a mudança, reclama Jardesom Amorim, morador da avenida. O técnico Administrativo Rudeir Abreu, lembra que todas as pessoas que residem na avenida, terão que fazer atualização cadastral de endereço para correspondências, já que, com as relações de comércio digital (compras via internet), cursos a distância,  e outras relação típicas da vida moderna, torna-se  vital a atualização de dados cadastrais.

Entre as alegações do vereador autor do projeto, está a fato, de que Lauro Muller, não seria daqui e que poucas pessoas sabem quem ele era. Sobre isso, o técnico Judiciário Nacélio Flávio Generoso, registrou em comentário sobre a mudança nas redes sociais: ” Eu acho super justa uma homenagem ao saudoso Ildefonso Cordeiro. Entretanto, o Vereador alegou que Lauro Müller não tinha nada haver com a nossa região, justificando a mudança do nome. Mas esse político e diplomata brasileiro chamado Lauro Müller foi um dos maiores defensores (dentre poucos) da causa do Acre, no tempo da Revolução Acreana. Foi por causa de pessoas destemidas como ele (e repito eram poucos), que o Acre passou a existir, integrando-se ao Brasil. A memória não pode ser vilipendiada. Que se dê o nome dele em outra homenagem ou se pense em outra forma justa de colocar o nome do grande cruzeirense Ildefonso Cordeiro em outro lugar.

Alguns internaltas além de regitrar sua insatisfação, dizem esperar que os vereadores reavaliem a mudança, corrigindo o equívoco. Tentamos registrar a posição do vereador autor do projeto, e da camara municipal. Mas, até o fechamento da matéria o vereador Antônio Cosmo, não retornou aos nossos contatos, o presidente da Camara municipal Romário Tavares, disse que o projeto é de autoria do Vereador Antônio Cosmo e não quis comentar o assunto.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir