Juruá

Colônia de Pescadores começa a dar entrada no Seguro Defeso 2017.

A Colônia de Pescadores de Cruzeiro do Sul iniciou na última segunda feira, 06, a entrada do Seguro Defeso 2017 pelos pescadores profissionais.

A Portaria presidencial 048 de 2017 especifica as espécies de peixes proibidas de pescar durante o período de defeso da Amazônia que inicia-se próximo dia 15 de novembro.

O seguro defeso é um benefício de um salário mínimo concedido pelo governo federal aos pescadores profissionais que este ano não poderão pescar espécies como sardinha, pacú, filhote, dourado, curimatã e outras.

Assim como ano passado, este ano a entrada do benefício acontece pelas colônias de pescadores e será anilisada e liberada pelo Instituto Nacional de Seguridade Social, INSS.

O presidente da colônia em Cruzeiro do Sul, Elenildo Nascimento disse esperar que este ano não aconteça os mesmos problemas do ano anterior onde muitos pescadores ficaram sem receber seu benefício.

“Este ano faremos a entrada pela colônia preenchendo todos os dados via sistema que no final do dia encaminhamos via e-mail para o INSS em Rio Branco. Espero, que nossos pescadores não tenham os problemas que tiveram no passado de ficar sem receber ou ter seu benefício retirado em outro Estado, como aconteceu. Essas melhorias junto ao INSS foram importantes para termos melhor qualidade e agilidade no atendimento.”

O presidente Elenildo também informou que os pescadores não precisam fazer aglomeração na colônia para dar entrada em seu benefício. Pois, existe duas equipes que estarão atendendo nas comunidades ribeirinhas próximas à Cruzeiro do Sul.

Sobre a importância de cumprir a portaria Elenildo disse: “Quero chamar a atenção dos pescadores para que cumpra a normativa em vigor das espécies proibidas, pois que for autuado pela Marinha com essas espécies de peixes, além das sanções previstas como apreensão do material de pesca, do peixe e multas ainda perderá o direito ao seguro”, finalizou.

Quanto ao início do pagamento da primeira parcela o INSS ainda não informou a data. Uma vez que após a entrada pelas colônias ainda terá o período de análise pelo orgão federal.

Francílio Nascimento

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Subir