Cruzeiro do Sul

Testemunhas tem medo de depor sobre morte de adolescente de 17 anos morto em Cruzeiro do Sul

Crime aconteceu no bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul, nesta terça-feira (5). Mais duas pessoas foram baleadas.

A Polícia Civil ainda tem poucas informações sobre a morte de Willian Ferreira, de 17 anos, baleado na varada de uma casa no bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul. O crime ocorreu na noite de terça-feira (5) e, segundo a polícia, as testemunhas e outras vítimas estão com medo de depor sobre o crime.

Conforme o boletim a Polícia Militar, o jovem estava na varanda da residência com outras pessoas, quando cinco homens armados com espingardas se aproximaram atirando.

“Uma equipe está trabalhando desde o primeiro momento. Levantamos dois nomes que foram citados pelas vítimas, embora tenha vítima que não quer se identificar ou prestar informações. As pessoas estão com certo receio de tratar desse caso e deporem a respeito. A investigação está avançando e em breve esperamos dar uma resposta à sociedade. Para isso, é preciso a colaboração das vítimas e testemunhas”, disse o delegado Lindomar Ventura.

Ele diz ainda que há indício do que pode ter motivado o crime e que ainda é prematuro dizer se tem ligação ou não com organização criminosa.

“Ainda não temos como afirmar nada a respeito. O fato é que as pessoas estavam na varanda de uma casa, quando os autores chegaram a pé, armados com espingarda e foram atirando. Um foi atingido fatalmente e dois foram baleados”, explicou.

Policiais civis estão fazendo diligências na tentativa de localização de dois suspeitos apontados como sendo integrantes do grupo que efetuou os disparos.

Fonte G1 Acre

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais lidas da semana

Subir